Notícias

CriacaoAbelhaSemFerraoBelagua

13 Junho 2018 - 09:13

Participe da campanha de doações de pontos do Mundo Caixa para o projeto de mel em Belágua

Além de gerar renda, criação de abelhas sem ferrão em Preazinho ajudará na preservação do meio ambiente da região. Rede de solidariedade é feita de pequenos gestos, com base em valores do bem comum e da cidadania

De maneira coletiva e sustentável, tijolo a tijolo e com pequenos gestos, a construção de uma rede de solidariedade com base em valores do bem comum e da cidadania cresce em ritmo acelerado no município de Belágua, no Maranhão, local onde o Movimento Solidário da Fenae, da Wiz e da Integra Participações atua desde 2015 com ações de desenvolvimento humano.

E mais uma vez, na perspectiva de possibilitar um futuro melhor para moradores de comunidades carentes desse município maranhense, os empregados da Caixa Econômica Federal cadastrados no portal Mundo Caixa estão convocados a fazer doações em pontos para colaborar com a segunda etapa do processo de criação de abelhas sem ferrão na comunidade de Preazinho, cujo projeto-piloto foi desenvolvido para aproveitar a floração da árvore genealógica Miriam (Humiria balsamífera), abundante na região. Essa ajuda poderá ser feita ainda por meio da arrecadação de recursos pelo PagSeguro.

As campanhas de doações promovidas pelo Mundo Caixa têm contribuído para mudar a realidade adversa de muitos locais, a exemplo do que ocorreu em Caraúbas do Piauí, entre 2006 e 2015. Ali, por conta da atuação do Movimento Solidário e graças às doações feitas por empregados da Caixa, foi registrada mudanças significativas na realidade de desnutrição infantil, analfabetismo alto, taxa elevada de desemprego e acesso a serviços essenciais.

Agora, com a iniciativa de criação do projeto do melhor mel de abelha sem ferrão do Brasil e do mundo em Belágua, os moradores de Preazinho vão poder garantir renda, emprego e uma vida ainda melhor, ajudando também na preservação do meio ambiente (flora típica) e da espécie, que se encontra em extinção. A ideia é de ter até 50 caixas de abelhas no meliponário, que vão produzir, cada uma, mais de 50 litros de mel todos os anos.

Nesse processo, o envolvimento da comunidade local estará garantido e possibilitará o aumento anual cada vez maior da produção de mel. Em Preazinho, além dos locais para abrigar as colmeias, as famílias receberam um galpão para extração e envasamento do produto.  

Serão criadas abelhas sem ferrão de forma orgânica e natural, beneficiando um contingente de 150 pessoas. A produção nas 50 colmeias será responsabilidade exclusivamente das mulheres. O mel de Miriam, apreciado por seu sabor característico, é considerado nutritivo e sua planta é rica em ferro e sais minerais. Segundo Denise Viana, analista de Responsabilidade Social da Fenae, “a coleta desse mel já é uma tradição das comunidades de Belágua, constituindo ainda uma forma de manter a diversidade da mata nativa”.

Implantado em etapas, o projeto de criação de abelhas de ferrão entrará agora em sua fase conclusiva. Existe a expectativa de que seja montada uma estrutura para o manuseio adequado do mel, preparando-o para a comercialização no mercado local. A qualidade do produto já foi testada em outras ocasiões, a ponto de o título de melhor mel de abelha sem ferrão do mundo ter sido conquistado na mostra Slow Food, em Milão (Itália).

Os princípios do projeto envolvem comércio justo, economia solidária, cooperativismo e associativismo. O mel que for produzido pelas colmeias será fornecido para a comunidade de Preazinho e escolas municipais a um preço acessível.  

Lar das Crianças

Outro alvo da ação do Movimento Solidário é a reforma da sala de entretenimento do Lar das Crianças, em Petrópolis (RJ). Trata-se de um espaço de extrema importância para o bem-estar e desenvolvimento social das crianças e adolescentes abrigadas pelo projeto. Essa sala será equipada com Data Show, TVs, filmes infanto-juvenis, pufes e cadeiras para bebês. O piso será ajustado e a pintura, renovada.

Também está prevista, agora em julho, a inauguração do piso da quadra de esportes, local onde ocorrem atividades recreativas-educacionais. Para que essa meta seja atingida, a colaboração dos empregados da Caixa é fundamental. São necessárias doações para a compra de blocos e sacos de cimento, sacos de areia, estruturas de ferro e latas de tinta.

Ambas as iniciativas têm um foco: oferecer educação e proteção para os internos do Lar das Crianças em Petrópolis. Acesse o site www.fenae.org.br/movimentosolidario e doe seus pontos. 

 

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado