Notícias

ProtestoManeGarrincha-600x400

16 Maio 2018 - 13:03

Empregados da Caixa fazem protesto e Dia de Luta nesta quarta-feira

Em Brasília, categoria vai protestar em frente ao Estádio Nacional Mané Garrincha, onde ocorre evento, pago com dinheiro público, para tratar de medidas que significam o desmonte do banco e o desrespeito aos bancários e bancárias

Um show-protesto será realizado nesta quarta-feira, às 19h, em frente ao Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília (DF), onde a Caixa realiza um megaevento com mais de 6 mil gerentes de todo o país. A manifestação foi convocada pelo Sindicato dos Bancários e terá a participação de outras entidades, a exemplo de diretores da Fenae.

Também nesta quarta, empregados do banco estão realizando um Dia Nacional de Luta contra o desmonte da empresa e o desrespeito aos trabalhadores. Entre as medidas tomadas pelo governo e pela direção da Caixa, a redução do quadro de pessoal, reestruturação de áreas, verticalização e descomissionamentos arbitrários. Mais recentemente, a informação de que 100 agências devem ser fechadas.

“Um dos mais recentes golpes à Caixa, ao seu caráter 100% público e aos direitos da categoria é a nova reestruturação, chamada de Programa Eficiência, que mira na redução de despesas em R$ 2,5 bilhões até 2019. Esse será o pano de fundo dessa reunião com mais de 6 mil gestores, no qual iremos protestar. É inadmissível debater o enfraquecimento da Caixa, ainda mais num evento pago com dinheiro público”, diz o presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira.

O Sindicato dos Bancários de Brasília também considera o encontro promovido pela Caixa uma afronta. O presidente da entidade, Eduardo Araújo, ressalta a contradição da reestruturação que, ao mesmo tempo em que reduz despesas com o quadro funcional, a direção do banco financia com dinheiro público um evento dessa natureza.

Dia de Luta

Neste Dia de Luta, trabalhadores e entidades representativas estão se manifestando em todo o país. Nas redes sociais, protestos estão utilizando as hashtags #CaixaRespeiteoEmprego, #DefendaACaixaVocêTambém e #NãoMeConvidaramPraEssaFestaPobre. A Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), que assessora a Contraf-CUT, encaminhou uma Carta Aberta à direção do banco.

“Nós, empregados da Caixa, defendemos um banco 100% público, fomentador do desenvolvimento econômico e social do país, por meio de políticas públicas. Defendemos também uma Caixa que valorize seus trabalhadores, pois são eles que constroem, todos os dias, essa empresa a serviço dos brasileiros. Para isso, no entanto, respeito deve ser a palavra de ordem”, diz um trecho do texto.

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado